sexta-feira, 25 de abril de 2014

Breve Óbito

Arthur Wardle 
                                                                         


















                                                          Descansem o meu leito solitário
                                                          Na floresta dos homens esquecida,
                                                          Á sombra de uma cruz escrevam nela:
                                                        - Foi poeta - sonhou - e amou na vida. -
                                                                                  Álvares de Azevedo 

 Cure-me a tristeza pálida pura
 Beije-me os lábios uma vez somente
 De amor tu nunca fez-me uma jura
 Mas é breve que morrerei tristemente

 E em meus últimos instantes quero estar contigo
 Pois na minha vida senti o ardor de seus amores
 E enquanto ainda há forças eu te sigo
 P'ra colher os espinhos de sua flores

 Se um pouco de amor por mim ainda suspira
 Morrerei em seu braços num sorriso
 E teu pranto que escorrerá por mim delira
 Eu te aguardo no inferno ou paraíso

 Tu em meu enterro de véu negro
 Minha mãe e minha irmã chorando contigo
 O coveiro terminando o meu sepulcro
 Pálida a tua face de chorar por um amante-amigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário