segunda-feira, 3 de março de 2014

Soneto Saudosista II

 Os sentimentos em vão
é o que reúne,
 Meu tédio
e meu amor

 Reúne minha amada
e a minha dor
 Nesta imensidão
quem nos resta é a solidão

 Minha amada partiu
e o cemitério encharcou-se
 Antes em seu pranto,agora em teu túmulo

 Entre minha vida e tua morte
há uma transição
 Em amor e angústia, nossa vida se lustra

Nenhum comentário:

Postar um comentário