terça-feira, 4 de março de 2014

Minh'alma

























Lembranças tristes e amargas
Lembranças desde o meu nascer
 Minha poesia neste momento
mostra-se inerte

 Eu não estou em vida,
pois minh'alma não está
 Penso e não faço
Desejo e não ajo

 Minha felicidade se foi
para a outro preencher
 Infeliz o homem que 
desconhece a solidão

 Minh'alma agora é pífia
meu pensamento não
 Meus sentimentos pulsam
talvez seja a paixão

Nenhum comentário:

Postar um comentário